Última hora

Última hora

Egito: Polícias protestam nas ruas e pedem armas para se defenderem

Em leitura:

Egito: Polícias protestam nas ruas e pedem armas para se defenderem

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de polícias manifestaram-se, esta sexta-feira, em frente às esquadras da polícia, em diversas cidades do Egito.

Os agentes fazem três exigências: serem autorizados a usar armas para enfrentarem as manifestações cada vez mais violentas e os ataques contra as esquadras; gozarem de imunidade jurídica e a demissão do ministro do Interior.

“Pedimos a demissão do ministro e queremos armas para os membros da polícia. Esta manhã um dos nosso colegas foi atacado e assaltado, mesmo fardado. Como pode isto acontecer a um polícia que é suposto proteger as pessoas? Foi assaltado e espancado.”

Por todo o país dezenas de esquadras da polícia encerraram as portas esta sexta-feira e os agentes anunciaram que não estão dispostos a trababalhar para a Irmandade Muçulmana ou qualquer outro movimento político.

O nosso correspondente, Mohammed Shaikhibrahim, acompanhou o protesto:
“Com ataques frequentes às esquadras da polícia em diversas cidades e uma total ausência de segurança nas ruas, dezenas de agentes quebram o silêncio e pedem mais poder para se defenderem a si próprios e aos cidadãos”.