Última hora

Última hora

Uhuru Kenyatta lidera corrida à presidência do Quénia

Em leitura:

Uhuru Kenyatta lidera corrida à presidência do Quénia

Tamanho do texto Aa Aa

Quatro dias após a eleição, o Quénia aguarda, com relativa calma, o anúncio do nome do próximo presidente.

Os votos contados até agora mostram um avanço considerável do vice-primeiro-ministro, Uhuru Kenyatta, filho do primeiro presidente do país.

Mas os quenianos têm ainda na memória o banho de sangue em que o país mergulhou após o anúncio do resultado da última eleição e a tensão é palpável.

“A espera está a causar ansiedade nas pessoas, penso que a entidade competente, a comissão eleitoral, deveria fazer a sua parte. Nós, o eleitorado, já fizemos o que tínhamos a fazer e votámos em grande número. Penso que é justo que eles façam a parte deles e nos dêm os resultados num tempo normal”, afirma este cidadão.

Com três quartos dos 14 milhões de buletins de voto contados, Uhuru Kenyatta poderá ainda ser eleito à primeira volta, Tanto ele, como o seu rival, o ex-primeiro-ministro, Raila Odinga, se comprometeram a aceitar o resultado.

Mas o processo não é pacífico. O homem que leva a vantagem nas urnas está acusado pelo Tribunal Penal Internacional de crimes contra a humanidade. O julgamento deverá começar em meados de abril. A comunidade internacional e os doadores que ajudam o país estão preocupados com o desfecho eleitoral.

A situação não está estável no Quénia, Esta quinta-feira, em Mombassa, registaram-se episódios de violência contra cidadãos quenianos vindos de outras regiões do país.