Última hora

Última hora

Presidenciais no Quénia: eleição de Kenyatta à primeira volta contestada por Odinga

Em leitura:

Presidenciais no Quénia: eleição de Kenyatta à primeira volta contestada por Odinga

Tamanho do texto Aa Aa

Uhuru Kenyatta é o vencedor das presidenciais do Quénia. Os resultados oficiais da comissão eleitoral dão a vitória ao, até aqui, vice-primeiro-ministro, que venceu assim a primeira volta das eleições com 50,07% dos votos: 0,07 por cento que permitem evitar a segunda volta.

Um resultado já contestado pelo principal adversário, Raila Odinga. O actual chefe do governo alega a existência de fraudes no apuramento dos resultados parciais.

Mas para os apoiantes de Kenyatta não há dúvidas, como se depreende das palavras de um habitante de Nairobi: “Odinga devia simplesmente aceitar a derrota, sabe? Cooperar com o nosso presidente e continuar a construção do nosso país. Devia dizer aos seus apoiantes que aceitem a derrota e que colaborem com os outros quenianos na construção do nosso país.”

Os analistas e as ONG receiam, contudo, que o país resvale de novo para a violência, tendo em conta a rivalidade histórica e tribal entre os Odinga e os Kenyatta, fundadores do país.

A isso soma-se o facto de Uhuru Kenyatta ser acusado, pelo Tribunal Penal Internacional, de crimes contra a humanidade. O início do julgamento está previsto para meados de abril.