Última hora

Última hora

Sul-coreanos tentam evitar a guerra com manifestação

Em leitura:

Sul-coreanos tentam evitar a guerra com manifestação

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de sul-coreanos saíram à rua para dizer não à guerra numa altura em que aumenta a tensão entre Seul e Pyongyang.

Esta segunda-feira, a Coreia do Norte declarou nulo o armistício que pôs fim ao conflito com a Coreia do Sul na década de 50.

Seul considera que o documento continua válido, mas não exclui a hipótese de um novo conflito na península coreana.

Um porta-voz do Ministério da Defesa sul-coreano diz que o país tem sido alvo de várias ameaças e garante que o exército está preparado para responder em caso de provocação.

Pyongyang defende que a guerra contra a Coreia do Sul e os Estados Unidos está iminente, isto no mesmo dia em que os dois países dão início às manobras militares anuais conjuntas. Uma operação que a Coreia do Norte encara como uma ameaça. Como medida de retaliação, o regime comunista cortou esta segunda-feira a única linha de comunicação com o país vizinho.

A tensão entre norte e sul subiu de tom depois de o Conselho de Segurança das Nações Unidas ter imposto novas restrições contra a Pyongyang em resposta ao mais recente ensaio nuclear, realizado em fevereiro.