Última hora

Última hora

Antigo espião russo diz não à justiça britânica

Em leitura:

Antigo espião russo diz não à justiça britânica

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo espião russo, Andrei Lugovoy, fechou hoje, a porta a qualquer colaboração com a justiça britânica no inquérito à morte de Alexander Litvinenko em 2006.

O agora deputado, eleito pelo partido Rússia Unida,no poder, que negou sempre qualquer envolvimento no caso justifica a decisão:

“As autoridades britânicas chamaram-me criminoso ao longo de todos estes anos, mas nunca apresentaram provas. Tudo gira em torno de rumores e a forma como a justiça funciona impede a defesa ao meu bom nome.”

O Reino Unido garante ter provas e pede à Rússia a extradição de Lugovoy por envolvimento na morte de Litvinenko, mas sem sucesso.

Em novembro de 2006, o antigo agente secreto e voz crítica do Kremlin foi envenenado, em Londres, com polónio 210, uma substância altamente radioativa.