Última hora

Última hora

Cardeais norte-americanos na linha da frente para serem eleitos

Em leitura:

Cardeais norte-americanos na linha da frente para serem eleitos

Tamanho do texto Aa Aa

Numa altura em que os 115 cardinais já estão reunidos para escolher o novo sumo pontífice, a expectativa é grande sobre quem será o novo Papa. Há quem acredite que possa o novo supremo “pastor” de mil e duzentos milhões de fiéis possa ser norte-americano, como Franca Giansoldati, jornalista do periódico do Vaticano, Il messagero. “Há duas grandes figuras muito credíveis. São elas o padre Dolan de Nova Iorque e o sacerdote O’Malley. Eles foram capazes de reaproximar os fiéis à igreja depois da catástrofe, a crise da pedofilia que colocou em causa a credibilidade da igreja. Eles são modernos, têm uma visão moderna e penso que têm chances”, refere.

Timothy Dolan foi elevado a arcebispo de Nova Iorque por Bento XVI há um ano e nos últimos tempos têm tido algum protagonismo internacional. Algum favoritismo tem sido também atribuído ao cardeal Sean Patrick O’Malley, arcebispo de Boston.

Mas o processo de eleição ainda agora começou e na maior parte das vezes os favoritos não passam disso. Diz a sabedoria popular que os que já entram como Papa no conclave, costumam sair cardeais…