Última hora

Última hora

Orquestra Filarmónica de Viena admite passado nazi

Em leitura:

Orquestra Filarmónica de Viena admite passado nazi

Tamanho do texto Aa Aa

Criticada pela falta de transparência acerca da sua história, a prestigiosa Orquestra Filarmónica de Viena decidiu revelar as ligações passadas com a Alemanha Nazi.

Três historiadores foram encarregados de estudar os arquivos da orquestra austríaca, tendo desvelado já que, entre 1954 e 1968, a instituição foi dirigida por um antigo membro da tropa de elite de Hitler.

O historiador que dirige a investigação, Oliver Rathkolb, afirma que “a orquestra estava definitivamente ligada às potências políticas da época. Por exemplo, em 1942, o centésimo aniversário foi organizado em estreita colaboração com o regime. Houve uma atribuição de prémios honorários completamente desnecessária mas, se não tivesse sido feita, nada teria sido organizado”.

Os resultados do inquérito serão publicados hoje na página web da Filarmónica de Viena, por ocasião do septuagésimo quinto aniversário da anexação da Áustria à Alemanha Nazi.

Entre as revelações conta-se o facto de, durante a Segunda Guerra Mundial, mais de metade dos músicos da orquestra serem membros do partido Nazi.