Última hora

Última hora

Parlamento húngaro aprova alteração constitucional controversa

Em leitura:

Parlamento húngaro aprova alteração constitucional controversa

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento húngaro aprovou uma controversa alteração constitucional, apesar das reservas manifestadas pela oposição, pela União Europeia e por várias organizações não-governamentais.

A alteração limita as competências do Tribunal Constitucional e reintroduz várias disposições anuladas recentemente como uma definição considerada restritiva da família, limitando-a ao casamento entre um homem e uma mulher, com ou sem filhos.

No Parlamento Europeu Guy Verohfstadt, líder da Aliança dos Liberais e Democratas Europeus foi claro:

“Não podemos permitir que esta sessão plenária em Estrasburgo termine sem uma decisão deste Parlamento sobre o caso da Hungria e sem qualquer ação da Comissão e do Conselho. Na realidade o senhor Orban está a rir-se e a troçar de nós ao fazer isto”, disse o deputado europeu.

A alteração foi aprovada com 265 votos a favor, 11 contra e 33 abstenções. O partido conservador no poder dispõe de uma maioria parlamentar de dois terços.

Algumas centenas de pessoas concentraram-se em frente ao Parlamento húngaro durante a votação para protestarem contra as mudanças da Constituição.