Última hora

Última hora

EUA: adiado o sonho de um Papa norte-americano

Em leitura:

EUA: adiado o sonho de um Papa norte-americano

Tamanho do texto Aa Aa

Na lista de favoritos à sucessão de Bento XVI estavam dois norte-americanos: o cardeal de Boston, Sean O’Malley, e o de Nova Iorque Timothy Dolan. A escolha acabou, no entanto, por recair num argentino.

Nos Estados Unidos, muitos não escondem a desilusão:

“Talvez ainda não estejamos preparados para ter um Papa americano, mas penso que temos cardeais com muito talento com hipóteses de serem eleitos no futuro” afirma um seminarista.

Outro adianta: “esperava que fosse alguém mais novo de Nova Iorque. Um irmão dominicano. Tinha esperança na eleição do cardeal Dolan. No entanto, e como católico e parte da igreja estou contente com o facto de termos um Papa.”

“Estamos muito entusiasmados e felizes por termos um homem tão simples e humilde para servir o povo de Deus” conclui um seminarista.

O cardeal de Buenos Aires chega à liderança da Igreja Católica oito anos depois de ter perdido a eleição para Joseph Ratzinger.

O porta-voz da Igreja Episcopal Portuguesa já se congratulou com a escolha do argentino.

Barack Obama também já saudou a eleição e disse estar pronto a trabalhar com o novo Papa em prol da paz.

Euronews: “como sublinhou o presidente norte-americano, a escolha de um Papa das Américas demonstra a força e a vitalidade de todo um continente. Este é um grande dia para o hemisfério ocidental e para milhões de hispânicos nos Estados Unidos.”