Última hora

Última hora

A revista da semana económica

Em leitura:

A revista da semana económica

Tamanho do texto Aa Aa

Primeiro, uma eleição inconclusiva e, em seguida, o rating da dívida cortado.

A Itália continua a incomodar os mercados e a testá-los, em cada leilão da dívida. Os investidores têm paciência para tudo isto?

Jens Weidmann, Presidente do Bundesbank, diz que o curso da reforma na Itália “foi posto em causa” pelas eleições. A sua mensagem para Paris foi ainda mais clara: A França está a debater-se com dificuldades, embora o país deva ser visto como um modelo no cumprimento das regras de consolidação.

O Reino Unido parece determinado a continuar o caminho da reforma, particularmente no seu setor bancário. O plano do ministro das Finanças, George Osborne, para regular os bancos de investimento, está a sofrer resistências dos investidores. Mas também não reune apoios na Comissão Parlamentar sobre as normas bancárias.

Discutimos tudo isso com Jonathan Ferro, da Bloomberg, em Business Weekly.