Última hora

Última hora

Odinga contesta resultados

Em leitura:

Odinga contesta resultados

Tamanho do texto Aa Aa

A Coligaçao política do Quénia para a Reforma e Democracia apresentou uma petição ao Supremo Tribunal que sejam declaradas inválidasas eleições realizadas no país em 4 de março.

O grupo político acusou a Comissão Eleitoral Independente do Quénia de não fazer uma contagem correcta dos votos, e assinala que muitos dos documentos que mostravam os resultados não foram assinados por funcionários da organização.

O atual primeiro-ministro Raila Odinga, o candidato presidencial da formação o CABO Quénia, conquistou 43,3% dos votos na eleição presidencial, mais de seis pontos abaixo de seu rival político, Uhuru Kenyatta.

Odinga rejeitou os resultados logo após a sua publicação.