Última hora

Última hora

Capital russo "foge" dos bancos cipriotas

Em leitura:

Capital russo "foge" dos bancos cipriotas

Tamanho do texto Aa Aa

A crise económico-financeira do Chipre é pior do que se esperava e há investidores que podem ser fortemente afetados, como é o caso dos russos.

O acordo de 10 mil milhões de euros de resgate entre Nicósia e o Eurogrupo levou os cipriotas a uma corrida aos bancos para levantarem os seus depósitos.

Dos 69 mil milhões de euros que estão nos cofres dos bancos do país, cerca de 20 mil milhões pertencem a cidadãos russos.

Para o analista, Nicolai Petrov, “parece haver um elemento positivo do ponto de vista do governo russo. As condições para se manter o dinheiro no Chipre vão ser dificeis e, logo, menos lucrativas para os que querem fugir ao fisco, combate que Putin prometeu há muito tempo”.

Recentemente a Rússia concedeu um crédito de 2,5 mil milhões de euros. No ano passado, Nicósia pediu a Moscovo outro empréstimo de cinco mil milhões de euros, que ainda está a ser analisado.