Última hora

Última hora

Líder rebelde da RDC procurado pelo TPI entrega-se na embaixada norte-americana em Kigali

Em leitura:

Líder rebelde da RDC procurado pelo TPI entrega-se na embaixada norte-americana em Kigali

Tamanho do texto Aa Aa

O general rebelde congolês Bosco Ntaganda, procurado por crimes de guerra e contra a humanidade, entregou-se na embaixada norte-americana em Kigali e pediu para ser transferido para o Tribunal Penal Internacional.

Nem os Estados Unidos, nem o Ruanda são signatários do Tratado de Roma que estabeleceu o TPI e, por isso, não têm obrigação de enviar o líder rebelde para Haia. No entanto, Washington confirmou a intenção de cooperar com o TPI.

A porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland, confirmou que Ntaganda se entregou na manhã desta segunda-feira na embaixada norte-americana e “pediu especificamente para ser transferido para o TPI em Haia”.

A ONU acusou recentemente o Ruanda de apoiar os rebeldes do movimento M23 na vizinha República Democrática do Congo.

Ntaganda, que liderava uma das fações do M23, é conhecido pelo apelido de “Exterminador” e procurado pelo TPI desde 2006 por crimes de guerra e contra a humanidade, nomeadamente violações e o recurso a crianças-soldado.