Última hora

Última hora

Síria: oposição e regime trocam acusações sobre utilização de armas químicas

Em leitura:

Síria: oposição e regime trocam acusações sobre utilização de armas químicas

Tamanho do texto Aa Aa

Oposição e governo sírios trocam acusações sobre a utilização de armas químicas.

As acusações mútuas surgem depois de um roquete com um elemento químico ter atingido a localidade de Khan al-Assal, perto de Alepo, no norte da Síria, matando 26 pessoas.

O Observatório Sírio dos Direitos do Homem, sediado em Londres, afirmou que 26 pessoas morreram no ataque. 16 eram soldados, mas não pode confirmar se as restantes 10 vítimas mortais eram militares ou civis.

De imediato, o ministro da Informação acusou os rebeldes de utilizarem armas químicas e acusou também a Turquia e o Qatar de financiarem as forças revolucionárias.

Em Istambul, o porta-voz da Coligação Nacional Síria, Khalid Saleh, rejeitou as acusações. “Se por acaso foram utilizadas armas químicas, por enquanto estamos a tentar investigar, mas se foram utilizadas então foi o governo sírio porque é ele que tem acesso a armas químicas e as utiliza contra a população civil.”

No terreno, o comando dos rebeldes também acusou as forças do regime de serem as responsáveis pelo ataque contra a localidade de Khan al-Assal.