Última hora

Última hora

Itália: dois dias de consultas para a formação de um governo

Em leitura:

Itália: dois dias de consultas para a formação de um governo

Tamanho do texto Aa Aa

São dois dias intensos para Giorgio Napolitano. O presidente italiano começou, esta quarta-feira, a receber, no Palácio do Quirinal, os diferentes líderes políticos.

Laura Boldroni e Pietro Grasso, os presidentes do parlamento e do senato, ambos de esquerda, foram os primeiros a ser recebidos, neste primeiro dia de consultas, com vista à formação de um governo saído das eleições de fevereiro.

Pier Luigi Bersani, líder da coligação de esquerda, vencedora das eleições, não dispõe, contudo, maioria absoluta no senado – indispensável ao voto de confiança para a entrada em funções de um governo.

A direita, liderada por Silvio Berlusconi, ficou em segundo lugar, mas o que complica a situação é o terceiro lugar obtido pela formação do humorista contestatário Beppe Grilo, que já recusou aliar-se à esquerda tradicional de Bersani.

Alguns analistas estimam, contudo, que os seus seguidores possam abster-se, permitindo assim a formação de um governo.