Última hora

Última hora

Obama em Israel para relançar a paz... com Netaniahu

Em leitura:

Obama em Israel para relançar a paz... com Netaniahu

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente norte-americano deslocou-se, esta quarta-feira, a Israel com um único objetivo – relançar a paz – mas apenas com o primeiro-ministro Benjamin Netaniahu.

Uma viagem inédita desde a sua eleição para garantir que a aliança entre os dois países é “eterna”, apesar das divisões que permanecem entre os dois homens sobre a ameaça iraniana ou mesmo a questão da retoma das negociações israelo-palestinianas.

Obama não escondeu a distância na posição dos dois países sobre o programa nuclear iraniano, preferindo dar ênfase a temas mais consensuais com a questão síria.

“Creio que fomos claros ao afirmar que a utilização de armas químicas contra o povo sírio seria um erro grave e trágico. Também partilhamos a preocupação de Israel relativa à transferência de armas químicas ou de outro tipo a grupos terroristas como o Hezbollah, que poderiam ser utilizadas contra Israel. O regime de Assad tem de perceber que será responsabilizado por qualquer utilização ou transferência de armas químicas para grupos terroristas”.

Depois de ter plantado uma magnólia no jardim da residência do presidente Shimon Peres, a visita de Obama prossegue esta quinta-feira com uma deslocação aos territórios palestinianos onde vai reunir-se com o presidente Mahmoud Abbas.

Uma visita apontada pelos observadores como meramente protocolar, depois de Washington ter-se oposto ao reconhecimento do estado palestiniano na ONU.

Do lado israelita, Obama rejeitou igualmente o convite do parlamento israelita para pronunciar um discurso frente ao hemiciclo, tendo preferido dirigir-se a um grupo de estudantes israelitas, num evento marcado para esta quinta-feira à tarde.