Última hora

Última hora

Presidente de Chipre apresenta hoje "plano B"

Em leitura:

Presidente de Chipre apresenta hoje "plano B"

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente cipriota deverá apresentar hoje aos líderes partidários um “plano B” para tentar evitar a bancarrota do país, depois do Parlamento ter rejeitado o resgate europeu que previa uma taxa extraordinária sobre os depósitos bancários.

Nicos Anastasiades realizou já ontem uma ronda de consultas, tendo recebido também os representantes da troika e do Banco Central cipriota.

O “número dois” da formação do presidente, Averos Neofitou, garante que “o governo vai assumir as suas responsabilidades históricas e vai salvar o país. Não dispomos de dias ou semanas, mas apenas algumas horas”.

Segundo a televisão estatal, o “plano B” pode incluir um imposto apenas sobre os depósitos bancários de mais de 100 mil euros que permita reunir os cinco mil e oitocentos milhões de euros exigidos pelos credores europeus.

Os bancos cipriotas, fechados há cinco dias, permanecerão encerrados pelo menos até à próxima terça-feira.

Um comerciante diz que “com os bancos fechados, [os lojistas] estão como ‘mortos-vivos’. Não podem fazer levantamentos, nem depósitos, nem pagar aos fornecedores. [Os bancos] têm de abrir, porque estão a criar um grande problema”.

A troika está disposta a examinar um plano de resgate remodelado, depois da rejeição do acordo concluído no sábado em Bruxelas.

Ao mesmo tempo, o ministro cipriota das Finanças continua em Moscovo, a tentar obter uma extensão do crédito de dois mil e quinhentos milhões de euros feito pela Rússia em 2011. Segundo fontes do Kremlin, não há para já qualquer acordo.