Última hora

Última hora

Ecolabel, o rótulo amigo do ambiente

Em leitura:

Ecolabel, o rótulo amigo do ambiente

Tamanho do texto Aa Aa

“Estamos em Poitiers, França e esta semana vamos falar sobre o “ecolabel” europeu. O consumidor pode identificar mais de 17 mil produtos que têm um impacto reduzido para o meio ambiente. Para os empresários este é um gesto para o planeta e como vão ver, um bom modo de impulsionar os negócios.”

Esta empresa é pioneira, na Europa, em “ecolabel” ou seja, rótulos ecológicos. Foi uma das primeiras a obter esta certificação para os seus produtos. O facto permitiu a esta pequena empresa, com cerca de uma centena de trabalhadores, entrar em competição com empresas internacionais. Tem uma faturação anual de 26 milhões de euros.

“No início de 2000, não havia muitos produtos certificados. Havia muita autoproclamação, muitos produtos ecológicos de limpeza. Os nossos foram os primeiros produtos a serem certificados, no mercado internacional. Graças à ‘ecolabel’”, explica o empresário Michel Leuthy.

Devido ao rótulo ecológico, esta PME é fiscalizada regularmente. A investigação é uma das prioridades para este empresário.

Leuthy informa, ainda que a empresa tem “sete investigadores que trabalham em fórmulas inovadoras. Isso representa mais de um milhão de euros de investimento em Investigação e desenvolvimento.”

“Como conseguir a certificação? Quais são os critérios de atribuição? Vamos obter as respostas aqui em Paris.”

A Ecolabel da Comissão Europeia é a única instituição oficial que pode atribuir o rótulo ecológico, em todos os países da União Europeia. A Ecolabel garante a qualidade ecológica dos produtos e assegura, também, o grau de eficiência dos mesmos.

Emilie Machefaux, da Agência Francesa do Ambiente e da Energia, explica que “por um lado, garante que o consumidor ao comprar um produto ecológico consegue a mesma qualidade de um produto dito normal; por outro, assegura que não é necessário gastar o dobro do produto para conseguir os mesmos resultados.”

São cerca de mais de meia centena de categorias de produtos e serviços que podem obter este rótulo ecológico. Os critérios podem variar.

“Temos, por exemplo, o papel gráfico, a pintura, os têxteis, os colchões. Os critérios de atribuição dos rótulos ecológicos europeus são específicos para cada categoria de produtos”, explica Machefaux.

“Para mim, o ‘Ecolabel’ foi uma chave para o êxito pois é uma garantia real para as minhas reivindicações ambientais, mas não esquecer: ser capaz de inovar, é isso que vos vais diferenciar,” avisa o empresário Michel Leuthy.