Última hora

Última hora

Economia francesa estagna

Em leitura:

Economia francesa estagna

Tamanho do texto Aa Aa

O cenário económico francês não é o melhor. A segunda maior economia da zona euro deverá estagnar no primeiro trimestre e crescer 0,1% no segundo. Mas as últimas previsões do instituto francês de estatística (INSEE) revelam-se mais otimistas do que as do instituto Markit, que apontam para uma contração até 0,7 por cento.

Desde meados de 2011 que a França não cresce e no final de ano passado contraiu. O consumo está a recuar enquanto o desemprego sobe, devendo atingir até ao Verão os 11%, o máximo de 17 anos.

Segundo o analista Tobias Blattner, “o mais provável é uma recessão. Quando se veem os índices PMI notamos que desta vez é mais o atingido é o setor dos serviços e que a procura interna é fraca. Estes têm sido, nos últimos anos, os dois pilares do crescimento francês”.

Em março, a atividade empresarial francesa registou o pior desempenho em quatro anos e os investimentos estão em queda. A única esperança parece vir das exportações, prevendo-se uma subida ligeira que reflete a retoma das economias emergentes e o desempenho da Alemanha e dos Estados Unidos.