Última hora

Última hora

Parlamento cipriota aprova primeiras medidas do plano B

Em leitura:

Parlamento cipriota aprova primeiras medidas do plano B

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento de Chipre começou a votar, esta noite, o tão aguardado Plano B de resgate financeiro.

Depois de uma reunião entre os principais partidos políticos, en Nicosia, os deputados aprovaram, por unanimidade ,a criação de um fundo de investimento de solidariedade assim como uma lei que permite ao estado impor restrições sobre os movimentos de capital (nomeadamente os levantamentos bancários limitados a 260€ por dia).

Os deputados deverão votar amanhã a polémica taxa sobre os depósitos bancários, chumbada há uma semana pelos deputados.

Segundo algumas fontes, a taxa poderia elevar-se a 15% sobre os depósitos superiores acima de 100 mil euros, uma das principais exigências do eurogrupo.

O país encontra-se sob um ultimato do Banco Central Europeu, que ameaça cortar a ajuda de emergência aos bancos do país, encerrados desde sábado passado, caso Nicosia não apresente uma solução para fazer face à crise bancária.

O objetivo do plano de resgate é de arrecadar fundos de 5.800 milhões de euros, exigidos pelo eurogrupo, para conceder um empréstimo de 10 mil milhões.

No total, Nicosia avalia as necessidades de financiamento do país em cerca de 17 mil milhões de euros.

Entre as medidas que deverão ser aprovadas pelos deputados encontra-se ainda a reestruturação de pelo menos um banco do país – o banco Popular.

No exterior do parlamento, centenas de manifestantes protestavam contra as medidas, temendo pelas suas poupanças e postos de trabalho.