Última hora

Última hora

Questão síria domina visita inédita de Obama ao Médio Oriente

Em leitura:

Questão síria domina visita inédita de Obama ao Médio Oriente

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente norte-americano finalizou hoje, na Jordânia, uma ronda inédita de três dias pelo Medio Oriente.

Barack Obama foi recebido, em Amã, pelo rei Abdullah II com quem deverá discutir o tema do conflito sírio. Em cima da mesa está não só a questão dos refugiados mas também o possível fornecimento de armas aos rebeldes, defendido por Reino Unido e França.

Em Israel, durante a sua primeira visita ao país, Obama tinha já evocado a questão síria, advertindo Damasco para a alegada utilização de armas químicas, nomeadamente contra o território israelita.

Reunido com Benjamin Netaniahu, Obama tentou selar a reconciliação com o primeiro-ministro, apesar das divergências sobre a ameaça iraniana, sublinhando que a aliança dos Estados Unidos com o país “é eterna”.

Obama deslocou-se igualmente aos territórios palestinianos, onde se reuniu com Mahmoud Abbas, num novo esforço de reatar o processo de paz, acompanhado de uma ajuda financeira aos territórios de mais de 150 milhões de euros. Uma forma de relançar o processo de paz, depois de Washington ter votado ao lado de Israel, contra o reconhecimento da Palestina como “estado não membro” da ONU.