Última hora

Última hora

Fórmula 1: Vettel ignora ordens e "rouba" triunfo a Webber

Em leitura:

Fórmula 1: Vettel ignora ordens e "rouba" triunfo a Webber

Tamanho do texto Aa Aa

O ambiente de cortar à faca que se fez sentir no pódio do Grande Prémio da Malásia era revelador. Não foi nada pacífica a vitória deste domingo do alemão Sebastian Vettel, na segunda prova da temporada no Mundial de Fórmula 1, depois do triunfo de Kimi Räikkönen na Austrália.

Com o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, fora de cena logo no inicio da corrida, o triunfo foi discutido entre os dois pilotos da Red Bull. O australiano Mark Webber assumiu a liderança logo no início, com o tricampeão mundial e companheiro de escuderia Sebastian Vettel logo atrás.

As ordens dos responsáveis da Red Bull eram para que Vettel não ultrapassasse Webber. O alemão ignorou as indicações, arriscou uma ultrapassagem perigosa à 46.a volta, teve sucesso e venceu. A rebeldia de Vettel provocou um enorme mal-estar nos bastidores, onde ouviu um raspanete do responsável pela equipa que “dá asas”. Os dois pilotos cruzaram-se em silêncio antes de subirem ao pódio.

Lewis Hamilton, da Mercedes, entretanto, foi terceiro, tendo o companheiro de equipa do britânico, Niko Rosberg, tido mais respeito pelas ordens dos responsaveis de não pressionar. O alemão manteve-se na quarta posição da corrida até ao final

O triunfo de Vettel na Malásia permite ao tricampeão mundial assumir a liderança do Mundial, no final do segundo grande prémio da época, com o finlandês Kimi Räikkönnen, da Lotus, que acabou a corrida em sétimo, a cair para o segundo lugar da geral. Mark Webber é o terceiro. Por equipas, a Red Bull destaca-se na liderança, com 66 pontos. A Lotus e a Ferrari partilham a segunda posição da tabela, com 40 pontos, e a Mercedes surge logo atrás, com 37.