Última hora

Última hora

Não foi química a morte de Berezovsky

Em leitura:

Não foi química a morte de Berezovsky

Tamanho do texto Aa Aa

A morte do magnata russo Bóris Berezovskz não terá sido provocada por substâncias químicas.

Agentes com experiência em ambientes contaminados com materiais químicos, biológicos e nucleares concluiram que nada foi encontrado na sua residência e pergunta-se porquê.

“Claramente, este homem que já foi praticamente o homem mais rico da Rússia, na década de 1990, havia perdido muito da sua fortuna. Ele vivia numa mansão em Surrey, no Reino Unido, não está claro o que se passa com ele, nem qual seria o estado de espírito, e sobre isso há muita especulação. Mas, claramente, sua fortuna desapareceu. Tanto política como financeiramente, ele estava acabado.”

Nos últimos anos, Berezovsky sobreviveu a várias tentativas de assassinato, uma das quais à bomba cuja explosao decapitou o seu motorista.