Última hora

Última hora

Grécia preocupada com precedente cipriota

Em leitura:

Grécia preocupada com precedente cipriota

Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que a Grécia comemora o início da luta contra o império otomano em 1821, o presidente helénico relembrou a Berlim a luta histórica dos gregos por um “estado livre”. A declaração de Carolos Papoulias surge depois do acordo sobre o resgate ao Chipre, que ele classificou como “inadmissível”. Nas ruas, o sentimento é o mesmo.

Effie Valavanis, uma australiana de origem grega, declara: “Se não se pode confiar no banco para guardar o dinheiro, então o que fazemos com ele? Não o queremos pôr num local onde alguém o pode confiscar para resgatar o país. Por isso, é difícil”.

Zacarias é reformado e tem uma leitura bastante pessimista sobre o futuro:“As coisas estão realmente más no Chipre e agora temos receio que a mesma coisa aconteça na Grécia”.

Irini Moutanea, engenheira civil, simplifica:“Todas as pessoas do sul da Europa devem, de certa forma, preparar-se para isto. É óbvio que há um confronto entre o norte e o sul”.

Nos últimos dois anos, as manifestações contra a austeridade impediram ou cancelaram os festejos do 25 de março em Atenas. A Grécia foi a primeira vítima da crise da dívida, em 2010.