Última hora

Última hora

Rússia com reações divergentes face ao resgate de Chipre

Em leitura:

Rússia com reações divergentes face ao resgate de Chipre

Tamanho do texto Aa Aa

O resgate de Chipre provoca reações divergentes, em Moscovo. O plano prevê a taxação de depósitos superiores a 100 mil euros, a maioria dos quais pertence a cidadãos russos, que aproveitavam o, até agora, vantajoso sistema fiscal cipriota.

O primeiro-ministro russo ironiza com uma frase que faz lembrar o famoso “roubamos o que nos foi roubado”, com o qual Lenine justificara as expropriações de 1918.

“Parece que o roubo do que já foi roubado continua. Temos de perceber o que é que toda esta história vai dar e perceber quais as consequências para a finança internacional e para os sistemas Forex”, disse Dmitri Medvedev.

Mas o plano de resgate cipriota parece ter o apoio de Vladimir Putin. O presidente russo diz-se, mesmo, disposto a apoiar os esforços do presidente de Chipre e da Comissão Europeia para evitar a falência da ilha.

Um apoio que pode passar pelo alargamento do prazo de reembolso do atual empréstimo ou pela baixa das taxas de juro.