Última hora

Última hora

Coreia do Norte: "Guerra pode eclodir a qualquer momento"

Em leitura:

Coreia do Norte: "Guerra pode eclodir a qualquer momento"

Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Norte cortou a última linha de comunicação com a Coreia do Sul porque “numa situação em que uma guerra pode eclodir a qualquer momento, não há necessidade de manter as comunicações militares”, afirma Pyongyang em comunicado.

O regime de Kim Jong-un tem multiplicado as ameaças bélicas contra o Sul e os Estados Unidos em resposta às mais recentes sanções da ONU e aos exercícios militares conjuntos de Washington e Seul, que decorrem na região desde o início deste mês de março.

Nas ruas de Pyongyang, os norte-coreanos afirmam que o seu “coração arde com desejos de vingança” e que não se pode “continuar a tolerar as provocações”, por isso, dizem-se prontos para pegar em armas “numa grande guerra para reduzir os Estados Unidos a cinzas”.

Nos últimos dias, a Coreia do Norte também já ameaçou lançar um “ataque nuclear preventivo” contra os Estados Unidos e colocou o exército em “posição de combate”, tendo entretanto convocado uma rara reunião ao mais alto nível para “discutir e decidir questões importantes para o avanço vitorioso da revolução coreana”.

Num discurso mais moderado, a Coreia do Sul diz querer trabalhar para, “passo-a-passo”, consolidar a “paz e estabelecer as fundações para a reunificação”.