Última hora

Última hora

Itália vive um "desastre", diz cantautor Franco Battiato

Em leitura:

Itália vive um "desastre", diz cantautor Franco Battiato

Tamanho do texto Aa Aa

Aos 68 anos, o cantautor italiano Franco Battiato continua a percorrer os palcos e mantém o ativismo político, sobretudo face à ausência de governo em Itália desde as eleições de 25 de Fevereiro.

Depois de atuar, esta terça-feira, no Bozar, em Bruxelas, Franco Battiato explicou porque chamou corruptos aos deputados italianos durante um evento, no Parlamento Europeu, poucas horas antes.

“Os últimos 20 anos têm sido um desastre, estamos numa situação horrível. Fico muito triste ao ver toda esta gente a roubar sem vergonha nenhuma, quando há pessoas que não têm sequer dinheiro para comer. Estima-se que cinco a seis milhões de italianos vivam na pobreza, é inaceitável”, descreve o cantor.

A franqueza valeu-lhe de imediato a perda de confiança do governo regional da Sicília, onde era vereador da cultura e turismo
a título independente desde Novembro passado.

Sobre o Movimento Cinco Estrelas, de cariz populista e que tem dificultado a formação de um novo governo, o artista diz que “Beppe Grillo tem de tomar uma decisão. Não podemos continuar assim por muito mais tempo, corremos um risco muito alto. Grillo precisa decidir-se, mesmo que para isso tenha de fazer concessões”.