Última hora

Última hora

Limitações no movimento de capital prolongam-se até um mês

Em leitura:

Limitações no movimento de capital prolongam-se até um mês

Tamanho do texto Aa Aa

As restrições à movimentação de capital em Chipre podem prolongar-se até um mês. No primeiro dia de abertura dos bancos depois de uma dezena de dias encerrados, face ao receio de que as dependências bancárias fossem invadidas por clientes a querer retirar o dinheiro das contas, não houve não uma corrida aos depósitos. Apenas algumas filas.

As limitações na movimentação de dinheiro de capital evitaram os piores receios. As medidas são para continuar. “Gradualmente, em principio no período de um mês ou coisa parecida e de acordo com as estimativas do Banco Central e com desenvolvimentos, as restrições serão totalmente levantadas”, declarou o ministro cipriota dos Negócios Estrangeiros.

Muito dinheiro do sistema bancário já sido retirado por aforradores de outros países da zona euro em fevereiro, desde que se começou a falar de uma taxa extraordinária sobre as contas bancárias. Ao todo, o valor dos depósitos no setor bancário privado recuou 2,2 %, depois deu uma queda semelhante em janeiro.

Nas ruas grassa o descontentamento. Esta quinta-feira à noite foi a vez de um grupo de neonazis cipriotas marcharem nas ruas de Nicósia contra as medidas de austeridade.