Última hora

Última hora

Pena máxima para criminoso de guerra

Em leitura:

Pena máxima para criminoso de guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Inédita pena máxima proferida pelo tribunal bósnio para os crimes de guerra da Bósnia.

Veselin Vlahovic, montenegrino, foi condenado a 45 anos de prisão. O tribunal considerou-o culpado da morte de pelo menos 31 pessoas, da violação de pelo menos 13 mulheres e do roubo e tortura de civis em Grbavica e Vraca, zonas de Sarajevo ocupadas por Sérvios na guerra da Bósnia entre 1992 e 95.

Bakira Hasecic é presidente da associação de mulheres vítimas de guerra. “Esta é a maior sentença possível, é uma pena que não exista a pena de morte, porque ele devia ter sido trazido para aqui e enforcado para que as gerações futuras aprendam uma lição”.

Em abril de 1992, apoiados pelo exército jugoslavo da Sérvia, os sérvios da bósnia lançaram uma campanha de limpeza étnica tendo como alvo bósnios muçulmanos e croatas.

Sarajevo ficou cercada durante três anos e meio.