Última hora

Última hora

Rússia-EUA: Uma nova Guerra Fria?

Em leitura:

Rússia-EUA: Uma nova Guerra Fria?

Tamanho do texto Aa Aa

“Agentes estrangeiros gostam dos Estados Unidos”, o graffiti que remete para os tempos da Guerra Fria, junto à porta da Memorial – a mais antiga organização de defesa dos direitos humanos na Rússia – é um exemplo das pressões de que se queixam as Organizações Não Governamentais (ONG) e que estão a preocupar a União Europeia e os Estados Unidos.

Nos últimos dias, as autoridades de Moscovo procederam a centenas de inspeções a associações cívicas, no quadro da recente lei que obriga as ONG que recebem financiamento estrangeiro a registarem-se como “agentes estrangeiros”.

Dada a “dimensão destas inspeções”, os Estados Unidos estão “muito preocupados” e receiam que esteja em marcha “uma espécie de caça às bruxas”, afirmou a porta-voz do Departamento de Estado.

Moscovo desdramatiza. Numa audiência com o provedor dos direitos humanos russo, Vladimir Putin afirmou que “as inspeções devem ter por objetivo verificar se as atividades das ONG coincidem com os seus objetivos declarados e se respeitam a lei russa quanto à interdição de financiar atividades políticas a partir do estrangeiro”.

No passado, o presidente russo insinuou que os governos estrangeiros utilizam as associações cívicas como fachada para espiar a Rússia e enfraquecer o seu governo. O clima de Guerra Fria parece voltar a instalar-se nas relações entre o Kremlin e a Casa Branca.