Última hora

Última hora

Televisões europeias destacam crise no Chipre

Em leitura:

Televisões europeias destacam crise no Chipre

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de duas semanas, os cipriotas puderam retirar dinheiro das caixas automáticas logo que reabriram os bancos, na quinta feira. Apesar da preocupação e da cólera da população, refém da deriva bancária, o dia decorreu sem mais sobressaltos. A televisão russa RTR faz a reportagem.

Na quinta-feira, bem cedo, os camiões blindados de transporte de dinheiro começaram a chegar aos bancos, antes da abertura. Na véspera, o BCE tinha entregue notas suplementares ao Banco de Chipre para poder dar resposta aos clientes, despois de duas semanas, sem provisões. Reportagem da France 3.

Duas semanas sem dinheiro, é uma provação para os reformados e idosos que não têm cartão multibanco. Muitos tiveram de recorrer à Sopa dos Pobres para se alimentarem. A televisão suíço-alemã, SF1, está in loco.

A TVE preferiu realizar a reportagem no norte do país, ocupado pela Turquia: Depois de integrar a União Europeia em 2004, recusando o plano de reunificação da ONU, e depois da integração na Zona Euro, Chipre aproveitou, durante anos, as vantagens de pertencer ao clube europeu. Um tempo que passou.