Última hora

Última hora

Alemanha: jovens contestam imposição religiosa

Em leitura:

Alemanha: jovens contestam imposição religiosa

Tamanho do texto Aa Aa

Os jovens alemães querem mudar uma lei que data 1952 e que proíbe dançar em lugares públicos em determinados dias religiosos. A maioria de bares e discotecas mantêm as portas fechadas durante o fim de semana de Páscoa em virtude de uma interdição impostas pelas igrejas cristãs. As multas podem ultrapassar os 1500 euros.

“Sou cristão e não compreendo porque não podemos dançar no fim de semana de Páscoa. Trata-se da maior festa da Igreja Católica. Esta lei está desatualizada e já não faz sentido” afirma o dono de um bar.

A aplicação da lei é mais flexível em cidades como Berlim e Hamburgo. Na Baviera, por exemplo, é proibido dançar em locais públicos durante três dias.

“Penso que ninguém perde nada se tiver um fim de semana de Páscoa tranquilo e respeitar aqueles que querem dar um sentido religioso a esta quadra. Creio que é importante ter este período de reflexão uma vez por ano para que os dias não sejam sempre iguais” refere Wolfgang Huber, da igreja Evangélica alemã.

Os críticos da lei contestam a imposição religiosa. Em sinal de protesto, o Partido dos Piratas pediu aos jovens para que dancem na rua ao som do MP3 durante este fim de semana.