Última hora

Última hora

Habitantes de Yeonpyeong temem o pior

Em leitura:

Habitantes de Yeonpyeong temem o pior

Tamanho do texto Aa Aa

Seul procura tranquilizar os sul-coreanos e promete proteger a integridade de todos os cidadãos em caso de ataque por parte da Coreia do Norte.

Os habitantes da ilha de Yeonpyeong, no Mar Amarelo, perto da fronteira marítima entre as duas Coreias temem pelo pior.

“O meu coração bate muito depressa porque tenho medo que nos voltem a atacar. Não pretendo abandonar a ilha, mas estou preocupada” confessa uma sul-coreana.

Na memória está, ainda, bem presente o ataque do exército norte-coreano em novembro de 2010.

“Creio que se a Coreia do Norte voltar a provocar com aconteceu em 2010 vamos ter uma guerra. Não me parece que esse seja o objetivo, mas o regime é imprevisível” refere um homem.

O bombardeamento norte-coreano sobre Yeonpyeong provocou quatro mortos e cerca de duas dezenas de feridos. Na sequência deste ataque, Seul e Washington assinaram um acordo que torna obrigatório o apoio militar norte-americano perante uma agressão ou provocação da Coreia do Norte.