Última hora

Última hora

Papa preside às cerimónias de Sexta-feira Santa

Em leitura:

Papa preside às cerimónias de Sexta-feira Santa

Tamanho do texto Aa Aa

Foi deitado num sinal de respeito e penitência que o Papa Francisco rezou na Basílica de S. Pedro no Vaticano na celebração litúrgica da Paixão de Cristo. Foi a primeira vez que na qualidade de Sumo Pontífice, o papa argentino participou neste ritual de Sexta-feira Santa.

O chefe da Casa Pontifícia, o franciscano Raniero Cantalamessa, pronunciou a homilia onde comparou a Igreja católica atual a um edifício antigo e subvertido.

“Num momento específico percebemos que todas as mudanças não são benéficas para o edifício. Por isso é preciso destrui-las e voltar ao edifício da simplicidade e da linearidade. Foi a missão dada numa certa ocasião a um homem que rezava em frente ao crucifixo de São Damião: ide Francisco, reparai a minha igreja.

Depois o Sumo Pontífice presidiu a cerimónia das 14 etapas da cruz, na via-sacra junto ao Coliseu. Uma procissão que simboliza as últimas horas de Cristo. Francisco fez referência aos muçulmanos. “Vimos a beleza e a força da comunhão cristã nesta terra e também da amizade de tantos muçulmanos e muitos outros. Foi igualmente um sinal para o Médio Oriente e para o resto do mundo”, pronunciou.

A Sexta-feira Santa é o segundo de quatro dias de grande atividade religiosa na igreja católica que termina no domingo de Páscoa, o dia em que se celebra a ressurreição de Cristo.