Última hora

Última hora

Egito: humorista responde por acusações de insultos contra o presidente

Em leitura:

Egito: humorista responde por acusações de insultos contra o presidente

Tamanho do texto Aa Aa

O humorista egípcio Bassem Youssef respondeu hoje às acusações de insultos ao Islão e ao presidente Mohamed Morsi.

À chegada ao Supremo Tribunal, no Cairo, foi acolhido por uma multidão de apoiantes.

Youssef entregou-se por sua própria conta às autoridades, depois de, no sábado, o procurador-geral do Egito ter emitido um mandado de captura contra o humorista.

Um apoiante afirma que “Bassem Youssef representa as vozes que não conseguem alcançar os media. Ele fala pelo povo, que o apoia porque não quer perder a voz”.

O humorista junta-se a vários jornalistas egípcios que enfrentam atualmente acusações de insultos contra o presidente apoiado pela Irmandade Muçulmana. O aumento das queixas legais deste tipo tem levantado dúvidas no país quanto ao compromisso de Morsi com a liberdade de expressão, uma das exigências primordiais da revolução que derrubou Mubarak em 2011.

Um residente do Cairo diz que “não está certo insultar alguém, mas Youssef não fez isso. Talvez tenha exagerado um pouco e deva moderar-se, mas é alguém que é bastante apreciado, com um determinado estilo, bastante crítico”.

O humorista conduz um programa semanal num canal de televisão privado ao estilo do “Daily Show”, do norte-americano Jon Stewart, onde as figuras políticas do Egito são regularmente visadas, sem excluir o presidente Mohamed Morsi ou a Irmandade Muçulmana. Youssef é acusado de “gozar com o ritual da oração” e de desrespeitar “a posição internacional” do chefe de Estado.