Última hora

Última hora

Acabou-se a política para di Canio

Em leitura:

Acabou-se a política para di Canio

Tamanho do texto Aa Aa

Paolo di Canio não quer falar mais de política. O novo treinador do Sunderland, que já confessou ser fascista, mas não racista, pretende concentrar-se apenas no trabalho em mãos, acrescentando não entender por que razão tem de justificar constantemente as suas convicções.

O argumento do italiano é simples: não se trata de nenhum político nem trabalha no parlamento. Como tal, falará apenas de futebol.

Sempre polémico, quer como jogador, quer como treinador, di Canio tem agora sete jogos para colocar o Sunderland numa posição tranquila. Os “Black Cats” encontram-se apenas um ponto acima da linha de água e têm a sua próxima partida no domingo no terreno do Chelsea.