Última hora

Em leitura:

Polícia holandesa investiga paradeiro de gás sarin


Holanda

Polícia holandesa investiga paradeiro de gás sarin

A polícia holandesa está no encalço de gás Sarin, um químico neurotóxico mortal. Depois de buscas numa floresta perto de Maastricht o composto não foi encontrado mas quatro pessoas foram detidas, todos de nacionalidade holandesa, um também com nacionalidade turca.

Os suspeitos vão ser presentes a um tribunal.

O presidente de câmara de Maastricht revela que “nunca houve qualquer perigo para a população já que o risco máximo é de 50 metros”.

Durante três dias foram cavados buracos em busca do alegado químico.

A polícia pensa que os suspeitos estariam a preparar a venda de um gás originalmente criado pelos alemães na Segunda Guerra mundial. O gás nervoso ficou mais conhecido do público quando uma seita japonesa usou-o no metro de Tóquio, um ataque em 1995 que matou 13 pessoas e deixou cerca de 6 mil doentes.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Chipre abre investigação para encontrar responsáveis da crise