Última hora

Última hora

Na Samoa Air é o peso dos passageiros que conta

Em leitura:

Na Samoa Air é o peso dos passageiros que conta

Tamanho do texto Aa Aa

Se o passageiro, ele próprio, tiver um peso equilibrado, paga um preço. Mas se tiver uns quilos a mais, deixando de fora as bagagens claro, paga um valor acrescido. É em função do que diz a balança que cobra a companhia aérea Samoa Air, instalada nas pequenas ilhas do Pacífico que apresentam uma taxa de população obesa na ordem dos 60% .

Um habitante local diz que “não é uma medida justa, porque os magros pagam menos, os gordos pagam bastante mais, e há muitos que têm demasiada carga…”

O diretor da Samoa Air defende que “quando as pessoas se apercebem que os aviões funcionam desta forma, compreendem e reconhecem rapidamente que é o sistema mais justo possível”.

Mais, a poupança no bilhete é apresentada como um incentivo no combate à obesidade. Dependendo da natureza do voo, doméstico ou internacional, o passageiro desembolsa 0,44 cêntimos de euro ou 1,30 por cada quilo seu.