Última hora

Última hora

Pyongyang bloqueia complexo industrial intercoreano

Em leitura:

Pyongyang bloqueia complexo industrial intercoreano

Tamanho do texto Aa Aa

A tensão entre as duas Coreias aumenta de tom, junto à fronteira entre os dois países.

Pyongyang põe em prática a suspensão das relações com o sul, desde esta manhã, ao impedir o acesso de centenas de trabalhadores sul-coreanos ao complexo industrial de Kaesong.

A instalação inter-coreana tinha sido inaugurada em 2004 como o símbolo da cooperação entre os dois países.

Cerca de 800 trabalhadores do sul permanecem retidos no interior do complexo. Seul afirma ponderar agora todas as opções para responder à situação, inclusivé uma resposta militar.

O gesto ocorre dias depois de Pyongyang ter declarado o “estado de guerra” com o sul e um dia após o regime ter anunciado a retoma do seu programa nuclear, com fins energéticos mas também militares.

Reunido ontem com o seu homólogo sul-coreano, o secretário de estado norte-americano, John Kerry mostrou-se indignado, “com a retórica inaceitável do governo norte-coreano nos últimos dias. Deixem-me dizer, de forma clara, que os Estados Unidos vão defender-se e proteger-se assim como o seu aliado, a República da Coreia”.

O líder norte-coreano, que tinha ameaçado os Estados Unidos e o vizinho do sul com uma guerra nuclear, tinha “recuado” simbolicamente nas ameaças, no domingo, ao afirmar que a retoma do nuclear pretende reforçar a política de dissuasão do país.

Segundo algumas fontes, também no domingo, Kim Jong Un teria pedido aos seus militares junto à fronteira, para “não dispararem o primeiro tiro”, para não darem um pretexto ao inimigo para lançar um ataque.