Última hora

Última hora

Chipre: bancos de portas fechadas em protesto contra plano de resgate

Em leitura:

Chipre: bancos de portas fechadas em protesto contra plano de resgate

Tamanho do texto Aa Aa

O acordo de resgate de Chipre não parece acalmar a tensão social na ilha. Os trabalhadores bancários cumpriram, esta tarde, uma paralisação de duas horas, convocada pelo principal sindicato do setor.

Os funcionários temem pelo futuro do fundo de pensões dos bancos em restruturação, nomeadamente o Banco Popular de Chipre, em processo de liquidação.

Numa entrevista à agência Reuters, o antigo ministro das Finanças do país, Michalis Sarris, que conduziu as negociações com a Troika, está longe mostrar-se otimista.

“Se queremos ser realistas, penso que as perspetivas para a economia nos próximos meses são muito, mas muito desfavoráveis”.

Depois do governo ter aligeirado as restrições sobre os movimentos de capitais, o novo responsável das Finanças, Harris Georgiades, voltou hoje a reforçar as limitações sobre os levantamentos bancários para um máximo de 300 euros diários.