Última hora

Última hora

Funerais inflamam revolta dos palestinianos

Em leitura:

Funerais inflamam revolta dos palestinianos

Tamanho do texto Aa Aa

Entre revolta e luto, as cerimónias fúnebres de dois adolescentes palestinianos mobilizaram a localidade de Tulkarem, no norte da Cisjordânia. Os jovens de 17 e 18 anos foram abatidos na noite de quarta-feira, por soldados israelitas, junto a um posto de controlo. Os militares hebraicos garantem que os rapazes lhes atiraram engenhos explosivos. O incidente está a ser alvo de inquérito.

A escassos dias da visita de John Kerry, o secretário de Estado americano, a Cisjordânia assiste a confrontos que antecipam outro funeral. Em Hebron, onde o comércio e as escolas estão encerrados há três dias, prestaram-se homenagens a Abu Hamdeya, o preso palestiniano de 64 anos que morreu de cancro. Cumpria pena de prisão perpétua em Israel por participar num ataque falhado em Jerusalém, em 2002. Os palestinianos denunciam negligência nos tratamentos e a recusa de libertação de um doente terminal.