Última hora

Última hora

Síria: jornalistas italianos detidos por rebeldes deverão ser libertados

Em leitura:

Síria: jornalistas italianos detidos por rebeldes deverão ser libertados

Tamanho do texto Aa Aa

Os quatro jornalistas italianos detidos perto de Alepo, no norte da Síria, por um grupo rebelde deverão ser libertados em breve e transportados para a Turquia. A informação foi adiantada pela agência noticiosa ANSA que cita uma fonte próxima dos insurgentes sírios.

A euronews entrevistou por telefone Cristiano Tinazzi, um freelancer que trabalhou com Ricucci, para tentar elucidar as circunstâncias da detenção.

“Ao que tudo indica eles viram uma Qatibah, uma unidade especial aparentemente composta não só por rebeldes sírios e cometeram o erro de continuar a filmar. Por isso foram detidos por esses militantes que quiseram verificar a verdadeira identidade dos jornalistas. Os rebeldes em questão formam uma unidade e têm um nome com conotação religiosa. São militantes que não estão sob o controlo direto do Exército de Libertação da Síria. Seguem uma linha mais ou menos salafista e operam em território sírio.”

No grupo dos detidos encontra-se uma jornalista italo-síria que colabora com um jornal italiano. Inicialmente, o diário La Repubblica divulgou que a jornalista detida trabalhava para a RAI. A detenção terá ocorrido, de acordo com o jornal La Stampa, na noite de quinta para sexta-feira.