Última hora

Última hora

Ucrânia: Ex-ministro do Interior deixa prisão em dia de manifestação da oposição

Em leitura:

Ucrânia: Ex-ministro do Interior deixa prisão em dia de manifestação da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

Iuri Lutsenko, antigo ministro do Interior e aliado da ex-primeira-ministra Iulia Timochenko, deixou este domingo a prisão de Makochino, no norte da Ucrânia.

Depois de ter recebido o perdão do Presidente Viktor Ianukovitch, numa medida que teve como objetivo apaziguar a crise com a União Europeia e as tensões entre poder e oposição, Lutsenko não esqueceu a sua principal aliada que se encontra na prisão.

“Quero visitar Iulia Timochenko assim que tiver a oportunidade. É muito importante para mim. Dei-lhe apoio na carrinha da polícia e na prisão. E vou continuar a apoiá-la na nossa luta comum.”

O perdão presidencial coincidiu com uma manifestação da oposição no centro de Kiev, a capital do país, que juntou perto de 10 mil pessoas. Os protestos visaram toda a estrutura do poder e serviram para uma vez mais exigir a libertação de Timochenko.

Presente na manifestação esteve o líder da oposição Arseni Iatseniuk que reagiu à libertação de Lutsenko.
“Tenho a certeza que depois da libertação de Iuri Lutsenko a oposição vai ficar mais forte porque se trata de um reforço importante. E acredito que Iuri vai voltar à vida política assim que puder.”

Para além de Lutsenko, o Presidente concedeu perdão a outros cinco membros da oposição, entre os quais o ex-ministro do Ambiente, Gueorgi Filiptchuk.