Última hora

Em leitura:

Calma depois da violência interconfessional no Egito


Egipto

Calma depois da violência interconfessional no Egito

A calma regressou às imediações da catedral copta do Cairo, onde se verificaram confrontos interconfessionais este domingo.

Pelo menos duas pessoas morreram e outras 90 ficaram feridas, logo depois do funeral de 4 cristãos, vítimas num outro incidente de violência sectária.

Muitos questionam-se sobre o que está acontecer no país, depois da primavera árabe.

“Claro, ninguém aceita isto. O Egito foi sempre um lugar onde muçulmanos e cristãos sempre viveram juntos. Este tipo de coisas nunca aconteceu antes e nunca vimos o país a chegar a este ponto”, revela um cidadão.

Desde a queda do regime de Hosni Mubarak há dois anos e a subida ao poder do governo islamita que a tensão entre as duas comunidades foi responsável por mais de meia centena de mortes no país.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Visita do presidente russo à Alemanha recebida com ações de protesto