Última hora

Última hora

Suspeitas de envenenamento levam à exumação de Neruda

Em leitura:

Suspeitas de envenenamento levam à exumação de Neruda

Tamanho do texto Aa Aa

Quarenta anos depois, investigadores da Universidade do Chile e peritos internacionais exumam os restos mortais de Pablo Neruda para determinar se o prémio Nobel da literatura foi envenenado pelo regime ditatorial de Augusto Pinochet.

O poeta e diplomata foi enterrado na sua casa de Isla Negra, a 100 quilómetros de Santiago do Chile.

As suspeitas de assassinato foram levantadas pelo seu motorista.

“Há poucas hipóteses de conseguirmos resultados conclusivos porque temos muitos casos parecidos que não foram clarificados. Por isso, mas esperar com paciência e serenidade”, refere Manuel Araya, o seu assistente pessoal.

Neruda morreu 12 dias depois do golpe de Estado de Pinochet contra o governo de Salvador Allende, de quem Poeta era simpatizante. As causas da morte foram na altura atribuídas a um cancro da próstata.