Última hora

Última hora

Thatcher: classe política britânica reage à morte da "Dama de Ferro"

Em leitura:

Thatcher: classe política britânica reage à morte da "Dama de Ferro"

Tamanho do texto Aa Aa

Ao chegar a Downing Street, depois de ter encurtado a visita a Espanha, David Cameron fez um primeiro comentário em solo britânico à morte de Margaret Thatcher.

O chefe do executivo britânico reconheceu que a “Dama de Ferro” não foi uma figura política consensual, mas foi uma grande patriota que sempre tudo fez para defender os interesses da Grã-Bretanha.

“Margaret Thatcher herdou um país de rastos e pô-lo de pé outra vez. Não podemos negar que Margaret Thatcher dividiu as opiniões. Para muitos de nós, foi e é uma inspiração. Para outros, era uma força que tinha que ser combatida. Mas se há uma coisa que passa ao lado de tudo isto e que está em tudo o que ela fez é o seu amor por este país. Foi uma primeira-ministra patriota.”

Quem também reagiu ao desaparecimento de Thatcher foi o líder da oposição trabalhista, Ed Miliband.

“É claro que ela gerou controvérsia. Enquanto Partido Trabalhista discordamos com muito do que ela fez. Mas podemos discordar e ao mesmo tempo respeitar os seus grandes sucessos e a sua extraordinária força pessoal. Quando penso nisso apercebo-me que David Cameron, Nick Clegg e eu próprio formos todos formados pelas políticas de Lady Thatcher.”

A rainha Isabel II também reagiu à morte da ex-chefe de governo conservadora, afirmando estar triste com o desaparecimento de Margaret Thatcher e vai enviar uma mensagem privada de condolências e solidariedade para com a família, de acordo com o Palácio de Buckingham.