Última hora

Última hora

População das Ilhas Malvinas lamenta morte de Margaret Thatcher

Em leitura:

População das Ilhas Malvinas lamenta morte de Margaret Thatcher

Tamanho do texto Aa Aa

Vista como uma batalhadora, que lhe valeu a alcunha de “Dama de Ferro”, Margaret Thatcher dificilmente será esquecida nas Ilhas Malvinas.

Foi a ex-primeira-ministra, enquanto chefe de governo, que deu ordens para que as forças armadas britânicas expulsassem as tropas argentinas do arquipélago.

“É um dia muito triste para a população das Malvinas. Temos uma grande consideração pela senhora Thatcher que é muito amada por ser a pessoa que dirigiu a libertação das Malvinas em 1982”, afirma Mike Summers, membro da Assembleia Legislativa.

Os habitantes recordam a determinação com que a antiga primeira-ministra dirigiu a operação militar.

“Nunca tive dúvidas em relação ao desfecho do conflito”, afirma Phil Middleton. “Simplesmente porque havia uma líder extremamente forte e com grandes princípios a comandar toda a operação.”

“Ela é e será sempre a ‘Dama de Ferro’ para nós. Se não tivesse sido ela talvez eu hoje não estivesse aqui”, diz Sybie Summers, comerciante na Grande Malvina.

Durante o conflito que durou 74 dias, 649 soldados argentinos morreram bem como 255 britânicos e três residentes locais.