Última hora

Última hora

Apostas em cima da mesa

Em leitura:

Apostas em cima da mesa

Tamanho do texto Aa Aa

A maioria das empresas sentem a crise económica, mas a contrariar a tendência está a indústria do jogo. Em Itália, gastaram-se cerca de 80 mil milhões de euros em apostas desportivas e jogos de azar em 2011. O jogo atrai cada vez mais a juventude. Neste casino em Trento, o matemático Paolo Canova ajuda a esclarecer os jovens sobre a sorte e o azar.

Paolo Canova, Matemático: “Em Itália o jogo é proibido a menores de 18 anos. Então, em teoria, seria de esperar encontrar pessoas que não sabem jogar. Mas, o que acontece? Os jovens conhecem estes jogos muito bem e quando falamos sobre máquinas, lotaria ou poker, percebemos que eles sabem mais do que nós”.

Através da ciência, da estatística e da probabilidade, Canova tenta explicar que a grande maioria das pessoas quando joga, vai perder dinheiro e não ganhar. Uma famosa lotaria italiana serve de exemplo.

Paolo Canova: “Qual é a probabilidade de ganhar, se tem seis números, que estes seis números sejam sorteados na noite de SuperEnalotto e sejam os seis números premiados? Há uma hipótese em 622.614.630, por isso, é mais provável que a Terra seja destruída por um asteroide em 2036, que os seus seis números sejam vencedores na lotaria SuperEnalotto”.

Paolo Canova e o físico Diego Rizzuto viajam em breve para outra região italiana, para falar em mais de 50 escolas, sobre esta campanha de esclarecimento do jogo.