Última hora

Última hora

ONG Golos acusa autoridades russas de tentarem forçar o encerramento da organização

Em leitura:

ONG Golos acusa autoridades russas de tentarem forçar o encerramento da organização

Tamanho do texto Aa Aa

A ONG Golos acusou, esta quarta-feira, as autoridades russas de estarem a tentar fechar a associação à força. Milhares de organizações não-governamentais na Rússia podem vir a ser fechadas ou condenadas a pagar multas na sequência da aprovação da lei que obriga as ONG que recebem financiamento do exterior e que exercem uma atividade política a registarem-se como “agentes estrangeiros”.

Um dirigente do partido ‘Just Russia’, alinhado com o Kremlin, considera que não há razão para “ninguém no exterior financiar” organizações que estão envolvidas na política interna, como é o caso da Golos. As autoridades argumentam que a organização recebeu financiamento da Noruega quando foi distinguida, no ano passado, com o prémio Sakharov para a liberdade.

O ministério da Justiça anunciou, esta semana, ter pedido aos tribunais para suspenderem a atividade de quase 9000 ONG que se recusam a registar como “agentes estrangeiros”. Outras 5610 enfrentam multas.

Para um diretor da Golos, as autoridades “tiram um coelho da cartola” ao considerarem que os 7000 euros do prémio Sakharov seriam um financiamento estrangeiro. De qualquer forma, Grigory Melkonyants garante que a organização recusou o dinheiro e considerou que foi entregue ao ministério da Justiça a “missão” de “levar o caso a tribunal, criar um escândalo e dizer à sociedade que descobriram estes agentes estrangeiros”.

Críticos de Putin afirmam que a Golos foi visada por ter denunciado “fraudes maciças” nas últimas eleições presidenciais e nas legislativas.