Última hora

Última hora

Alemanha: Medias estrangeiros autorizados a assistir a julgamentos por crimes racistas

Em leitura:

Alemanha: Medias estrangeiros autorizados a assistir a julgamentos por crimes racistas

Tamanho do texto Aa Aa

O tribunal constitucional de Munique autoriza a imprensa estrangeira a assistir ao julgamento de uma dezena de neonazis, depois da queixa de um jornal turco.

O processo que começa a 17 de Abril deverá, desta forma, ser aberto à comunicação social e foram já disponibilizados 50 lugares para os profissionais da imprensa.

“O tribunal ordenou que se deve fornecer um número apropriado adicional de assentos para representantes dos meios de comunicação estrangeiros com uma conexão especial às vítimas do acusado”, explicou o porta-voz do tribunal, Bernd Odoerfer.

Uma vitória para o jornal turco Sabah, que tinha sido o autor da queixa para reclamar igualdade de tratamento em relação aos meios de comunicação alemães.

Ismail Erel, o sub-editor do Sabah Europe, manifesta satisfação:

“Em nossa opinião, os meios de comunicação turcos devem estar presentes para um julgamento de proporções históricas. Portanto, estamos satisfeitos que, graças a nós, outros meios de comunicação turcos sejam agora capazes de relatar sobre isso.”

O caso tinha provocado a ira de Ancara e deixara as autoridades alemãs embaraçadas e mal vistas pelas falhas jurídicas que se têm registado em inúmeros crimes racistas que vitimaram cidadãos turcos.